sábado, 9 de maio de 2020

Le Podcast du Foot #122 - Balanço da [encurtada] temporada

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi/Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Precoce ou não, ao que tudo indica a temporada acabou na França (Arte: terradezizou.com.br)

Enquanto a bola vai voltar a rolar na Alemanha e em outros países a discussão para o retorno do futebol caminha a passos lentos, a França não esperou a situação do coronavírus ir embora, se antecipou e pôs fim a temporada. Ainda faltavam dez rodadas a serem disputadas quando a LFP (Liga de Futebol Profissional) decidiu encerrar o campeonato. Com isso, o Paris Saint-Germain se sagrou campeão nacional pela nona vez na história e carrega consigo Olympique de Marseille e Rennes para a Liga dos Campeões. Lá embaixo, Amiens e Toulouse foram rebaixados.

Na edição #122 de Le Podcast du FootEduardo Madeira, Filipe Papini e Renato Gomes colocam tudo o que ocorreu na temporada 2019/20 na balança e analisam os principais destaques da Ligue 1. Ao término do programa, os três participantes do podcast revelaram as suas seleções do campeonato.


Agora, o material também pode ser assinado via ITUNESSPOTIFY e no GOOGLE PODCASTS!!!

Comente também no site do Eduardo Madeira e na minha coluna do Globoesporte.com! Ahh... passe lá na fan page da Ligue 1 Brasil no Facebook também!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

sábado, 2 de maio de 2020

Le Podcast du Foot #121 - Qual a melhor versão de Zidane?

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi/Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


O de 1998 ou o de 2006? (Arte: terradezizou.com.br)

Em 1998, Zinedine Zidane estava no frescor da juventude, atingindo o ápice da forma física. Oito anos depois, na Alemanha, prestes a se aposentar, era mais cerebral e disposto a dar o último gás da carreira. Nas duas vezes, Zizou foi decisivo para a seleção francesa e mostrou ao planeta bola, no maior palco do futebol, que era, sim, um dos grandes gênios do esporte. Na primeira, ganhou a Copa do Mundo com dois gols na decisão. Na segunda, ficou com o vice depois de deixar um rastro de destruição para espanhóis, brasileiros e portugueses.

Afinal de contas, qual foi a melhor versão de Zidane? O de 1998 ou o de 2006? Dúvida boa, hein?! E debate melhor ainda. Le Podcast du Foot #121 já está no ar para levantar este assunto. Eduardo MadeiraFlávio Botelho Vinícius Ramos são os participantes da nova edição do programa, que você pode escutar abaixo.


OUÇA O MATERIAL NO DISPLAY ABAIXO:
Agora, o material também pode ser assinado via ITUNESSPOTIFY e no GOOGLE PODCASTS!!!

Comente também no site do Eduardo Madeira e na minha coluna do Globoesporte.com! Ahh... passe lá na fan page da Ligue 1 Brasil no Facebook também!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

sábado, 11 de abril de 2020

Le Podcast du Foot #120 - Bola parada na terra do hexágono

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi/Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Bola parada na França e no mundo todo. O que dá para prever? (Arte: terradezizou.com.br)

Que fim levará o Campeonato Francês? E as decisões das copas nacionais serão jogadas? Quais rumos Paris Saint-Germain e Lyon terão na Liga dos Campeões? Todas essas perguntas vão permanecer em aberto enquanto a pandemia do coronavírus interromper a disputa de partidas de futebol no mundo inteiro.

A paralisação do futebol na terra do hexágono foi pauta da edição #120 de Le Podcast du Foot. Eduardo Madeira, Filipe Papini Renato Gomes se reuniram para analisar os reflexos iniciais e projetar os possíveis desfechos após toda a pandemia passar.


Pra ver de casa
Aproveitando o período de quarentena, nosso time de Le Podcast du Foot trouxe dicas de conteúdos futebolísticos para vocês assistirem ou lerem no decorrer dos dias. Confira as sugestões:

Um dia inesquecível: Torcedores franceses, celebridades e atletas revivem a emoção de 12 de julho de 1998, quando a França conquistou uma vitória histórica na final da Copa do Mundo (sugestão de Eduardo Madeira)

Oito séries e documentários de futebol francês para você ver durante sua quarentena: O site Trivela separou alguns conteúdos muito bacanas voltados ao futebol francês para acompanhar na quarentena . Além da série de humor Club de Cuervos (sugestão de Filipe Papini)

Sunderland até morrer: A série documental acompanha a luta do Sunderland para voltar à divisão de elite do futebol inglês depois do rebaixamento na temporada 2016-2017 (sugestão de Renato Gomes)


OUÇA O MATERIAL NO DISPLAY ABAIXO:
Ouça a TODAS AS OUTRAS EDIÇÕES do podcast.

Agora, o material também pode ser assinado via ITUNESSPOTIFY e no GOOGLE PODCASTS!!!

Comente também no site do Eduardo Madeira e na minha coluna do Globoesporte.com! Ahh... passe lá na fan page da Ligue 1 Brasil no Facebook também!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

domingo, 15 de março de 2020

Le Podcast du Foot #119 - Paris nas quartas!

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi/Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Depois de quatro anos, o PSG enfim avançou para as quartas (Arte: terradezizou.com.br)

A barreira das oitavas de final, enfim, foi vencida pelo Paris Saint-Germain. Foram temporadas de agonia com eliminações precoces na Liga dos Campeões e o projeto milionário do clube sendo colocado em xeque devido aos fracassos sequentes. Agora, o triunfo sobre o Borussia Dortmund, com uma vitória por 2 a 0 na partida de volta, traz o alívio para a sequência do torneio – se tiver, em função do avanço do coronavírus.

A classificação para as quartas de final pautou a edição #119 de Le Podcast du FootEduardo Madeira conduziu o programa e contou com as participações de Renato Gomes e do convidado especial Victor Rodrigues, do perfil @ParisSG_Brasil, no Twitter.


OUÇA O MATERIAL NO DISPLAY ABAIXO:
Ouça a TODAS AS OUTRAS EDIÇÕES do podcast.

Agora, o material também pode ser assinado via ITUNESSPOTIFY e no GOOGLE PODCASTS!!!

Comente também no site do Eduardo Madeira e na minha coluna do Globoesporte.com! Ahh... passe lá na fan page da Ligue 1 Brasil no Facebook também!

Passe aqui depois e me diga o que achou. Deixe seu pitaco, sua dica, sua reclamação e também a sua pergunta. Você pode ter seu nome lido no programa. Seja corneteiro. Faça parte do podcast!


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

quinta-feira, 12 de março de 2020

[Ligue 1 | 19/20] 29ª rodada - Lyon x Reims (JOGO ADIADO - COVID-19)

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais




ATUALIZAÇÃO: Em comunicado divulgado na manhã desta sexta-feira (13), o Lyon diz que acata as decisões da FFF e da LFP e suspenderá sua agenda esportiva até segunda ordem. Sendo assim, o jogo contra o Reims, marcado para às 16h45, está oficialmente suspenso.


Por enquanto, confirmado! A pandemia do novo Coronavírus virou o mundo de cabeça para baixo e o esporte, obviamente, tem sido afetado em todo canto do globo. Várias competições já foram suspensas, mas o Campeonato Francês, até segunda ordem, segue acontecendo. Haverá uma reunião na manhã desta sexta-feira (13) para atualizar sobre o futuro da competição. O que se sabe é que até o fechamento deste texto, a partida vai acontecer sob portões fechados. Problemas pandêmicos à parte, o Lyon precisa deste jogo para espantar os tropeços no Campeonato Francês e voltar a tentar lutar pela parte de cima da tabela, assim como o Reims, que entra em campo como 5º colocado e quer se manter na briga.

Para este jogo, o Lyon vem com algumas mexidas na parte dos jogadores relacionados. Rafael, Thiago Mendes e Rayan Cherki voltaram a lista, enquanto Fernando Marçal também retorna, voltando de suspensão. Por outo lado, com problemas de lesão Dubois e Denayer se juntam a Reine-Adélaïde e Memphis Depay na lista do departamento médico e não farão parte da delegação que, em tese, entra em campo nesta sexta. Koné, Jean Lucas e Gouiri não apareceram na convocação do Rudi Garcia por opção do treinador.

Já do outro lado, o Reims, através de um belíssimo trabalho comandado por David Guion, terá mais problemas com desfalques. O lateral Konan está fora por questões de suspensão. Todo o restante da lista sequer viajou para Lyon por questões de lesões: Dasasi, Chavalerin, Cafaro, Donis e Sierhuis. Muito por isso, o time vem com problemas principalmente na defesa. Guion levou apenas dois laterais e dois zagueiros, correndo o risco de talvez ter que usar volantes improvisados na defesa como Romao e Munetsi, que também jogam no setor.

O confronto entre Lyon e Reims acontece nesta sexta-feira (13/03), às 16h45 do horário de Brasília. No Brasil, a DAZN, através de sua plataforma de streaming, promete transmitir o jogo, ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois times.



LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Ciprian TATARUSANU;
LATERAIS: Kenny TETE, RAFAEL e Fernando MARÇAL;
ZAGUEIROS: MARCELO e Joachim ANDERSEN;
VOLANTES: Lucas TOUSART, Maxence CAQUERET, BRUNO GUIMARÃES e Thiago MENDES;
MEIAS: Houssem AOUAR;
ATACANTES: Moussa DEMBÉLÉ, Bertrand TRAORÉ, Karl TOKO EKAMBI, Martin TERRIER, Maxwel CORNET e Rayan CHERKI;
TÉCNICO: Rudi GARCIA;
DESFALQUESLéo DUBOIS, Jason DENAYER, Jeff REINE-ADÉLAÏDE e MEMPHIS Depay



REIMS:

GOLEIROS: Nicolas LEMAÎTRE e Pedrag RAJKOVIĆ;
LATERAIS: Hassane KAMARA e Thomas FOKET;
ZAGUEIROS: Yunis ABDELHAMID e Dario MAREŠIĆ;
VOLANTES: Tristan DINGOMÉ, Moreto CASSAMÁ, Dereck KUTESA, Sambou SISSOKO, Alaixys ROMAO e Marshall MUNETSI;
MEIAS: Moussa DOUMBIA, Arbër ZENELI e Nathanaël MBUKU;
ATACANTES: Boulaye DIA, Timothé NKADA e El Bilal TOURÉ;
TÉCNICO: David GUION;
DESFALQUESGhislain KONAN, Axel DASASI, Xavier CHAVALERIN, Mathieu CAFARO, Anastasios DONIS e Kaj SIERHUIS


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

domingo, 8 de março de 2020

Em partida apática, Lyon vira alvo fácil do Lille e volta a perder na Ligue 1

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Time de Rudi Garcia praticamente não chutou ao gol e perdeu por 1 a 0 para o LOSC. Gol de Rémy foi mais um momento “lei do ex” na temporada




Após vencer bem a Juventus pela Liga dos Campeões na partida de ida das oitavas de final e logo em seguida passar fácil pelos rivais do Saint-Étienne pela Ligue 1, o Lyon teve uma queda com o choque diante do PSG pela semifinal da Copa da França. Engoliu cinco gols pra dentro e acabou sendo eliminado da competição de forma melancólica. O momento poderia afetar negativamente a continuidade da retomada do time na Ligue 1 e, pela frente, havia um Lille sedento por continuar brigando pela parte de cima da tabela e querendo fazer o resultado dentro de casa. Quem venceria essa?

Fazendo valer seu fator campo, o LOSC apareceu com uma formação extremamente ofensiva, montada pelo técnico Christophe Galtier. Praticamente ele usou todos os seus homens ofensivos aos quais tinha possibilidade de jogo, ficando, inclusive, apenas dois meias como opção no banco, uma vez que os demais estavam em campo. O 4-4-2 com Andre, Sanches, Ikoné, Bamba, Rémy e Osimhen na frente era um front de impor medo em qualquer defesa. Sem Yazici e Weah, machucados, assim ficou escalado o Lille:




Para tentar segurar o batalhão ofensivo do Lille, o Lyon foi a campo com o 3-5-2 que deu certo contra o Metz, Juventus e Saint-Étienne. O retorno de Cornet possibilitou Rudi Garcia a voltar com essa formação, que trazia Andersen na zaga, formando o trio com Marcelo e Denayer. Essa função, antes, era ocupada por Marçal, que não jogava hoje por suspensão. Memphis Depay e Reine-Adélaïde eram os desfalques físicos do time. Bruno Guimarães, mais uma vez, começava como titular. Na imagem abaixo, é possível ver como ficou o OL para este jogo:




A invasão ofensiva do Lille não era coisa só do papel. De fato, os Dogues entraram em campo para buscar o resultado. E pareciam querer fazer isso com muita rapidez. Nos primeiros minutos de jogo, impressionava a intensidade que o time da casa aplicava e colocava o Lyon realmente na roda. Era quase um ataque contra defesa. E o time de Rudi Garcia, mesmo montado com três zagueiros, volta e meia deixava muitos espaços.

A primeira real chance de perigo do jogo aconteceu logo aos 8’. Ikoné decidiu arriscar de fora da área. O chute forte tinha o destino do cantinho da rede. Quase alcançou. Passou bem perto e Lopes já parecia vendido no lance. O OL respondeu aos 16’, quando Dembélé interceptou um passe na saída de bola do Lille e decidiu avançar sozinho. Pressionado por um defensor, conseguiu um chute com perigo, mesmo sem ângulo.

Mas era realmente o Lille quem dominava as ações da partida. Chegavam pelos lados, pelo centro e com bolas paradas. Numa dessas, Ikoné quase abriu o placar. Bruno Guimarães tentou dar o bote, escorregou e fez falta perto da ponta da área. A cobrança, que deveria ser mais um cruzamento, acabou sendo um chute direto que, por muito pouco, não engana Lopes. Mas o goleiro português evitou bem aquele que poderia ser o primeiro gol do jogo.

A pressão dos Dogues, colocando o Lyon na roda, se converteria em vantagem prática aos 33’ de jogo. Em cobrança de escanteio, o Lille saiu jogando curto. Fez dois ou três passes na área lateral do campo até achar espaço para um cruzamento rasteiro e certeiro. No meio da área estava Loïc Rémy. Sozinho. O atacante do LOSC não teve trabalho. Só recebeu e bateu de primeira no cantinho. 1 a 0!

Durante toda a primeira etapa, o OL teve uma enorme dificuldade de chegar com a bola após o meio de campo. Foram pouquíssimas chances de criadas e nenhum chute ao gol. O goleiro Maignan não teve trabalho durante os primeiros 45’ de jogo. De fato, oportunidades foram criadas. Duas ou três. Mas no momento exato do chute, os atacantes falharam demais e pecaram muito na forma de finalizar.

Já no finzinho do primeiro tempo, o Lyon deu um susto no goleiro Maignan, mas que não surpreendeu tanto, uma vez que ele estava atento ao lance. Em mais um lance de bola parada, Aouar tentou cruzar na área. Mas ele estava muito longe da intermediária e acabou colocando muita força e muita curva para tentar o cruzamento. A bola, por muito pouco, não entra no ângulo do goleiro do LOSC, que acabou mandando para escanteio no último lance da primeira etapa.

Para o segundo tempo, o cenário não se alterou nada nada. O Lille, mesmo na frente do placar, era quem buscava e dominava o jogo. Logo aos 5’, Osimhen quase ampliou, depois de uma linda e rápida triangulação e troca de passes ne entrada da área. Ele recebeu a bola em ótimas condições e acabou finalizando na rede pelo lado de fora. E não demorou nem um minuto para Ikoné levar perigo de novo. Novamente em chute de fora da área e, agora, batendo no pé da trave.

O Lyon tentava de algumas formas chegar ao ataque, mas tinha enormes dificuldades para realizar o feito. O primeiro lance de perigo dos Gones aconteceu aos 11’ da etapa final, quando em cobrança de falta – e só assim o OL conseguia levar perigo – a bola foi rebatida pela defesa. Bruno Guimarães aproveitou o espaço e chutou de fora da área. Passou com muito perigo ao gol de Maignan, mas que novamente não incomodou o goleiro dos Dogues.

Imediatamente após o lance, Rudi Garcia mexeu pela primeira vez. Tirou um dos melhores jogadores do time, Houssem Aouar, para colocar Martin Terrier. Pouco tempo depois, tirou o zagueiro Denayer para colocar Bertrand Traoré. Neste momento, ele abdicava do 3-5-2 ao qual entrou em campo para ajeitar um 4-4-2, com Terrier de um lado e Traoré do outro. Cornet de lateral esquerdo mais uma vez.

Faltando um pouco mais de dez minutos para o término do jogo, Rudi queimou sua última alteração colocando Caqueret no lugar do amarelado Tousart. No mesmo instante, Galtier também mexia e fazia sua primeira troca, com Gaitán substituindo o autor do gol, Loïc Rémy. Minutos depois, era Soumaré quem entrava no lugar de Ikoné. Enquanto isso, o Lyon não conseguia simplesmente atacar.

Era impressionante a falta de ambição do Lyon dentro de campo. Não conseguia simplesmente fazer a transição do meio para o ataque. Faltando pouco menos de cinco minutos para o fim do jogo e, sequer, faziam esforço para conduzir a bola para a frente, mesmo em bolas esticadas ou algo do tipo. Terrier e Traoré, que entraram, em tese, para mudar o jogo, já deixou tudo ainda mais morno.

Antes do Lille fazer sua última troca, com Reinildo no lugar de Bamba, o Lyon teve a chance de empatar o jogo. Foi uma jogada individual construída por Traoré (finalmente). Ele conseguiu driblar dois defensores, entrou na pequena área, mas na hora de finalizar, acabou se atrapalhando e mandou um chute muito longe do alvo. Era a última tentativa possível no jogo e assim terminou a derrota.

O Lyon joga agora na sexta-feira (13), às 16h45 do horário de Brasília. O time recebe o Reims, no Groupama Stadium, em partida que abrirá a rodada de número 29 do Campeonato Francês. Este será o último confronto dos Gones antes de enfrentar a Juventus pela partida de volta da Liga dos Campeões. Até lá!

FOTOS: LOSC.fr / ol.fr
CAMPINHOS: L'Equipe 


MELHORES MOMENTOS:
(se o vídeo acima não rodar. CLIQUE AQUI)

Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

sábado, 7 de março de 2020

[Ligue 1 | 19/20] 28ª rodada - Lille x Lyon

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais




Briga pela parte de cima. É isso que vai acontecer no gramado do Stade Pierre-Mauroy no fim da tarde deste domingo na França. O Lille recebe o Lyon e, apesar dos Dogues estarem em 4º lugar na tabela e o Lyon em 7º, apenas seis pontos os distanciam. Portanto, este duelo pela 28ª rodada do Campeonato Francês é aquilo que chamam de "jogo de seis pontos". Pode definir muitas coisas para as duas equipes. O LOSC podendo subir uma posição e se consolidar como terceiro lugar e o Lyon tentando afastar o fantasma da goleada sofrida pelo PSG no meio de semana pela semifinal da Copa da França. Na cabeça dos comandados de Rudi Garcia, o objetivo é focar nos dois bons jogos anteriores (Juventus e o clássico contra o Saint-Étienne) e esquecer o que aconteceu na quarta.

Para tentar conturbar a vida do Lyon, o técnico do Lille, Christophe Galtier, vem praticamente com força máxima para o confronto. Ele não terá apenas as presenças de dois jogadores que já não devem mais aparecer nesta temporada mais por conta de graves lesões: o meia Yusuf Yazici e o centroavante Timothy Weah. Todos os demais atletas, inclusive aqueles que eram dúvidas, como José Fonte, Jonathan Ikoné, Renato Sanches e Victor Osimhem estão presentes na listagem do técnico, que ainda terá dois jogadores ex-Lyon que podem cometer a lei do ex: Jérémy Pied e Loïc Rémy.

Para o embate, o Lyon tem mais problemas do que o Lille. Fernando Marçal, suspenso, é a primeira baixa. Reine-Adélaïde e Memphis Depay, também por lesões longas, continuam de fora. Entretanto, o OL terá o retorno de Youssouf Koné (também podendo assinar a lei do ex) para o encontro e já pode começar jogando. Rafael, Thiago Mendes, Cherki e Gouiri não foram sequer relacionados por Rudi Garcia. Cornet, que era dúvida para a partida e praticamente uma carta fora do baralho pelas mesmas dores no tornozelo que o tiraram do jogo contra o PSG, acabou aparecendo na lista e viajou com o elenco.

O confronto entre Lille e Lyon acontece neste domingo (08/03), às 17h do horário de Brasília. No Brasil, a DAZN, através de sua plataforma de streaming, promete transmitir o jogo, ao vivo. Abaixo, confira os relacionados pelos dois times.



LYON:

GOLEIROS: Anthony LOPES e Ciprian TATARUSANU;
LATERAIS: Léo DUBOIS, Youssouf KONÉ e Kenny TETE;
ZAGUEIROS: MARCELO, Jason DENAYER e Joachim ANDERSEN;
VOLANTES: Lucas TOUSART, Maxence CAQUERET, BRUNO GUIMARÃES e JEAN LUCAS;
MEIAS: Houssem AOUAR;
ATACANTES: Moussa DEMBÉLÉ, Bertrand TRAORÉ, Karl TOKO EKAMBI, Martin TERRIER e Maxwel CORNET;
TÉCNICO: Rudi GARCIA;
DESFALQUESFernando MARÇAL, Jeff REINE-ADÉLAÏDE e MEMPHIS Depay



LILLE:

GOLEIROS: Léo JARDIM e Mike MAIGNAN;
LATERAIS: Jérémy PIED, Domagoj BRADARIĆ, REINILDO Mandava e Zeki ÇELIK;
ZAGUEIROS: Tiago DJALÓ, GABRIEL, José FONTE;
VOLANTES: XEKA, Jean ONANA, Boubakary SOUMARÉ e Benjamin ANDRÉ;
MEIAS: Jonathan IKONÉ, Renato SANCHES, LUIZ ARAÚJO e Nico GAITÁN;
ATACANTES: Victor OSIMHEN, Loïc RÉMY e Jonathan BAMBA;
TÉCNICO: Christophe GALTIER;
DESFALQUESYusuf YAZICI e Timothy WEAH


Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!

quarta-feira, 4 de março de 2020

Lyon sai na frente, toma virada e termina goleado pelo PSG na Copa da França

Filipe Frossard Papini
Twitter: @FilipeDidi / Twitter: @BrasiLyonnais
Facebook: /BrasiLyonnais / Medium: @BrasiLyonnais


Expulsão do lateral esquerdo Fernando Marçal foi decisiva para o time de Paris crescer no jogo e, principalmente Mbappé, mostrar aquilo que sabe




TEXTO ADAPTADO DE: A Tarde/AFP
O Paris Saint-Germain se classificou para a final da Copa da França ao golear o Lyon de virada por 5 a 1 fora de casa, nesta quarta-feira, 4, no duelo das semifinais, com um hat-trick de Kylian Mbappé.

Na final do torneio, em 25 de abril, no Stade de France, o PSG vai enfrentar Saint-Etienne ou Rennes, que jogam nesta quinta-feira, pela segunda semifinal.

Martin Terrier abriu o placar para o Lyon logo aos 11 minutos, mas a equipe da capital virou com os três gols de Kylian Mbappé (14, 70 e 90+2), um pênalti convertido por Neymar (64) e um gol do espanhol Pablo Sarabia (82).




O Lyon desabou após a jogada punida com a penalidade já que ficou com dez jogadores em campo devido ao toque de mão na área de seu lateral Fernando Marçal, ao disputar a bola com Edinson Cavani. O atacante uruguaio disputou seu jogo de número 300 com a camisa do Paris Saint-Germain.

O segundo gol de Mbappé (o terceiro do PSG) foi espetacular: o jovem campeão mundial recuperou uma bola do Lyon em seu campo e avançou em velocidade até a área do Lyon, onde, após driblar o zagueiro Marcelo, chutou e marcou um golaço.

"Foi uma partida difícil, no nível da Liga dos Campeões. Fizemos um jogo sólido, sério e concentrado", disse o técnico do PSG, Thomas Tuchel. "O resultado foi merecido e fantástico. Cinco gols em Lyon é algo extraordinário. Nos dá muita confiança", disse o treinador alemão.




A equipe da capital, líder da Ligue 1 francesa, continua firme em todas as competições que disputa, embora na Liga dos Campeões tenha perdido por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas de final para o Borussia Dortmund e terá que virar esse placar no duelo de volta na próxima semana no Parque dos Príncipes.

Por sua vez, o Lyon ficou fora da final da Copa da França, mas tem daqui a um mês a chance de dar o troco no PSG, já que as duas equipes se reencontram no dia 4 de abril, na final da Copa da Liga Francesa.

A eliminação na 'Coupe' com uma goleada nesta quarta-feira diminuiu a euforia do Lyon, depois de duas importantes vitórias na semana passada: 1 a 0 contra a Juventus na ida das oitavas Liga dos Campeões e 2 a 0 no dérbi no Campeonato Francês contra o Saint-Étienne.



TEXTO ADAPTADO DE: A Tarde/AFP
FOTOS: psg.fr / ol.fr


Lyon (4-3-3):  Lopes | Dubois (Andersen, 75'), Marcelo, Denayer e Marçal | Tousart, Bruno Guimarães e Aouar | Toko Ekambi, Terrier (Jean Lucas, 84') e Dembélé (Rafael, 65')

PSG (4-4-2): Navas | Meunier, Marquinhos, Kehrer e Kurzawa (Bernat, 81') | Paredes, Gueye (Verratti, 65'), Sarabia e Neymar | Mbappé e Cavani (Icardi, 76')

Gols: Terrier (11') | Mbappé (14', 70' e 90'), Neymar (64') e Sarabia (81')

Cartão Vermelho: Marçal (61')


OS GOLS DA PARTIDA:
(se o vídeo acima não rodar CLIQUE AQUI) 

Quer mais informações sobre o Lyon via BrasiLyonnais? Clique nos botões abaixo e siga-nos!